As Letras entre a Tradição e a Inovação – GUSTAVO CARDOSO

Colóquio_Gustavo_Cardoso

SUBLIME REALIDADE: CAPITALISMO, CARNAVAL, REPETIÇÃO, RACISMO E BELÉM
Os temas que trago a debate convosco têm duas características comuns. São reflexões, não programadas, sobre a atualidade mediática, produto das intervenções semanais no quadro do “Barómetro de Notícias do MediaLab-IUL”. Embora versem sobre temas diferentes, possuem uma dimensão crítica comum, centram-se na exploração do conceito Gramsciano de Interregno. São reflexões sobre o fim da televisão, rádio, jornais e sobre o modo como três tipos de protagonistas mediáticos (jornalistas, gestores e políticos) exploram esse “fim” enquanto não nascem as novas configurações da mediação jornalística.

SUBLIME REALITY: CAPITALISM, CARNIVAL, REPETITION, RACISM AND BELÉM
The topics I propose to discuss have two common features. They are spontaneous reflections on current affairs in the media and arise from the weekly contributions to “Barómetro de Notícias do MediaLab-IUL” [News Barometer of MediaLab-IUL]. Although they deal with different themes, they have a common critical dimension, as they focus on the exploration of Gramsci’s concept of ‘interregnum’. They constitute reflections on the end of television, the radio and the press and the way three types of media protagonists (journalists, managers and politicians) explore this “end” while waiting for new configurations of journalistic mediation to appear.


Gustavo Cardoso é professor catedrático do Instituto Universitário de Lisboa IUL-ISCTE. Ao longo da última década, tem feito comentários na revista UP, da TAP, no Diário de Notícias, no Público e na TVI24. Gestor de formação, foi mestrando em Estudos Europeus, doutorou-se em Sociologia da Comunicação e é pós-graduado da Harvard Kennedy School. Entre 1996 e 2006, foi consultor do presidente da República Jorge Sampaio, na assessoria para a Educação, Ciência e Juventude. Foi distinguido em 2008 pelo Fórum Económico Mundial como Young Global Leader, tendo sido, entre 2006 e 2011, vice-presidente da agência de notícias LUSA.

Deixar uma resposta