All posts by MEG

15ª Mostra da UP

Em representação do Departamento de Geografia da UP,  o MEG organizou as atividades no espaço concedido à Geografia pela FLUP, preenchendo os quatro dias de exibição com muito trabalho e animação baseada em recursos didáticos analógicos e digitais construídos propositadamente para este evento.
As imagens contam o resto…

IMG_5689

Imagem1

Imagem2

Imagem3

Imagem4

Imagem5Imagem6

Imagem7

Imagem8

Imagem9

Imagem10

Imagem11

Imagem12

Imagem13

Valeu muito a pena pela experimentação de materiais didáticos, convívio e  interação com um público composto, maioritariamente, por jovens do ensino básico e secundário!!!!! <3

XXXI Encontro Nacional de Professores de Geografia

Mais uma vez o MEG fez-se representar no XXXI Encontro Nacional de Professores de Geografia por um pequeno grupo de estagiários – os mais jovens e dos mais participativos deste encontro!

17972280_1708145652530710_5585953757438582080_o

Nada teria sido possível sem a criatividade e capacidade de iniciativa destes estudantes estagiários. De igual modo, o incentivo da Presidente da APROFGEO, Drª Emília Sande Lemos, que, desde o primeiro momento, apoiou as propostas de trabalho sugeridas pelos nossos muito jovens professores de Geografia, foi determinante para o sucesso das intervenções!

17991983_1708147149197227_2629034259158194882_n

Além dos trabalhos de apresentação da saída de estudo do terceiro dia, em co-autoria com uma das nossas Orientadoras Cooperantes exibiram um poster cuja miniatura e resumo apresentamos de seguida.

Imagem2

“ESCUTO E ESQUEÇO; VEJO E RECORDO; FAÇO E ENTENDO” (TAO TE KING)
Lemos, P.; Rocha, J.; Ribeiro, S.
Palavras-Chave: Didática da Geografia; Ensino; Metodologias Alternativas; Inovação Pedagógica;

Confiem em Tao Te King, porque nós também acreditamos e confiamos! Acreditamos na construção e criação de uma (nova) filosofia de aprendizagem, confiamos que podemos fazer melhor, que podemos ser melhores!
Ontem (quase que) fracassámos, hoje (re)inventamo-nos, buscando incessantemente novas e modernas estratégias pedagógicas que ofereçam aos nossos alunos uma abordagem criativa e compreensiva daquilo que lhes tentamos, tão apaixonadamente, transmitir. Procuramos, e acreditem, nunca desistimos, aquela técnica que despertará finalmente o seu interesse, que cativará o seu natural e apático desencanto, a sua atenção, a sua reflexividade. Mas, de dia para dia, quase que desanimamos… queremos tanto que esse tal método pedagógico que continuamente adoptamos e reinventamos para os surpreender seja o nosso “caminho” que no seu incessante aperfeiçoamento, acabamos por nos perder! E então reencontramo-nos no meio de um turbilhão de estratégias e técnicas pedagógicas, de pedagogias mais dinâmicas, interactivas e de metodologias e métodos super diversificados. Desde o velho (e quase esquecido!?) método tradicional aos métodos demonstrativo, interrogativo e ativo, os nossos alunos continuam pacíficos e apáticos e nós irrequietos e inquietos. Precisamos de mais! Procuramos desenfreadamente de algo que os faça vibrar… de encontrar e de utilizar métodos mais interactivos, mais brincalhões, mais descontraídos e menos formais (por exemplo, Brainstorming, Role-Playing, Kahoot ou Think Pair Share).
Devem estar a questionar-se “Isto tudo para quê afinal?”. Simplesmente para vos (re)lembrar que, na nossa profissão (mais do em qualquer outra, talvez) o caminho se faz caminhando… (Re)Aprendam, apliquem, fracassem, (re)inventem e recomecem, mas nunca desanimem. Nunca mesmo, porque até nós já compreendemos que não se pode exigir um método que seja eficaz em todos os casos!

I EEGUP – primeiro encontro de ensino de Geografia na UP!

Realizou-se no passado dia 16 de dezembro o I Encontro de Ensino de Geografia.
Com um programa dividido em três blocos – conferência, apresentação de trabalhos dos jovens mestres e debate sobre experiências dos colegas do ensino básico e secundário – este encontro pre/encheu-se de ideias, debates, conversas e conteúdos muitíssimo enriquecedores que serão disponibilizados na revista “geTup” com lançamento na primavera de 2017.

DSC_0117

DSC_0114

DSC_0133

DSC_0116

Programa
11h00 – Sessão de Abertura
11h15 – Conferência de Abertura – “Textos e Contextos para o Desenvolvimento de Aprendizagens Significativas em Geografia. Herculano Cachinho (Universidade de Lisboa)
Moderação: João Garcia
12h00 – Debate
12h30 – Almoço
14h00 – Apresentação das Dissertações de Mestrado em Ensino da Geografia (2016)
Moderação: Laura Soares
14h00 – 14h15 – Ana Moreira – A potencialidade da Pordata no ensino (da Geografia)
14h15 – 14h30 – Filipa Fontinha – Saídas de Campo na evolução do ensino da Geografia: Teoria e Práticas”.
14h30 – 14h45 – Marta Ramos – O Facebook no processo ensino-aprendizagem da Geografia”.
14h45 – 15h00 – Sandra Melro – A utilização de um blog no ensino da Geografia – o Blog GeoAventura”.
15h00 – Debate
15h30 – Pausa para café
16h00 – Mesa RedondaA Geografia não ocupa lugar
Moderação: Elsa Pacheco
José Ramos (Diretor da Escola)
Salomé Ribeiro (Orientador Cooperante)
Helena Ramalho (Autora de Manuais Escolares)
Hélio Pinho (Coordenador de Gabinete Autárquico da Juventude)
Paulo Lemos (Voluntário de Ação Social)
17h30 – Debate
18h00 – Encerramento

Jovens profs do 1º ano do MEG receberam na FLUP alunos da ES Alexandre Herculano

No âmbito das atividades do projeto SEI1617 os estudantes do 1º ano do MEG receberam na FLUP um grupo de 17 alunos da ES Alexandre Herculano.
O programa da receção e a planificação da formação ficou a cargo do grupo dos jovens professores em formação, não tendo sido necessária qualquer intervenção de docentes do mestrado.
Do sucesso dos trabalhos resultou a vontade unânime dos alunos da ESAH de realizar os trabalhos deste projeto, preferencialmente, nas instalações da FLUP com este grupo do MEG!

Visitas a duas escolas históricas do Porto

Nos dias 19 de outubro e 2 de novembro, o 1º ano do MEG foi visitar as escolas Alexandre Herculano e a Rodrigues de Freitas, respetivamente. Da autoria de Marques da Silva, estes liceus exibem um espólio geográfico raro em instalações que nos transportam para outros tempos e ambiências do ensino e educação.
Na Alexandre Herculano, registamos o elevado estado de degradação das instalações, ligeiramente, mitigado pelo trabalho excelente que, mesmo assim, alunos, professores e funcionários desenvolvem!
Imagem1 Imagem2 Imagem3Já a Rodrigues de Freitas, oferece ao seu corpo docente e discente instalações modernizadas, estando a desenvolver um excelente trabalho de organização de espólios e materiais didáticos do passado em arquivos e museus que tivemos oportunidade de apreciar!
14883549_1798223227103809_2982529504055498660_o 14939992_1798223530437112_3724199060604616219_o 14976441_1798223597103772_4254486903862839225_o 14976805_1798223503770448_7790487036803129027_o14890416_1798222770437188_8085663667209834961_o

Estamos a construir a revista de Geografia e Ensino da UP!

Vem conhecer a geTup – Geografia & Ensino | UP“!

A revista GETUP – Geografia e ensino da UP, é uma publicação online da iniciativa do Mestrado em Ensino da Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto que reúne contributos de diversas áreas científicas sobre ensino e educação, privilegiando os de âmbito geográfico. É neste contexto que a GETUP se abre à publicação de trabalhos de investigadores, docentes e estudantes para partilhar e divulgar experiências e reflexões de todos os níveis de ensino.
O forte sentido de estímulo e promoção das atividades e resultados da investigação constitui a âncora para a definição de cinco secções temáticas que se articulam na necessidade de refletir sobre as questões do ensino para que se possa intervir em contextos escolares, tendo por base as múltiplas perspetivas científicas passiveis de construção a partir das mais variadas fontes. Finalmente, a GETUP dá asas ao que acontece nas escolas através da possibilidade de divulgar atividades, inclusive aqueles eventos em que é preciso sair da sala de aula para ensinar&aprender.

5 secções: Refletir | Intervir | Perspetivar | Acontecer | Sair

  1. Refletir: artigos científicos de ensino e educação em todas as áreas do saber, em particular da Geografia;
  2. Intervir: artigos de divulgação da investigação académica feita por jovens professores em formação;
  3. Perspetivar: artigos com entrevistas, resenhas de livros e filmes, leituras de exposições, entre outras situações cuja visibilidade merece ser promovida;
  4. Acontecer: relato de projetos e/ou múltiplas atividades escolares;
  5. Sair: área animada por imagens e sons de viagens, saídas e/ou visitas de estudo, através de posters ou recursos multimédia originais.

De publicação semestral, a GETUP aceita trabalhos em português, francês, espanhol e inglês, podendo, em função das normas de cada secção temática, ser utilizado texto, imagem e/ou som.

O MEG nas XI Jornadas Internacionais “Grandes Problemáticas do Espaço Europeu”

Um grupo de Estudantes do 1º ano do MEG participou nas XI Jornadas Internacionais “Grandes Problemáticas do Espaço Europeu” (27 e 28 de maio), exibindo um poster intitulado A POTENCIALIDADE DOS JOGOS/QUIZ’S COMO RECURSO DIDÁTICO PARA O ESTUDO E COMPREENSÃO DA GEOGRAFIA RURAL.
Imagem1Trata-se de mais uma pequena demonstração dos ensaios desenvolvidos por estes estudantes no âmbito da investigação sobre metodologias para a construção de recursos didáticos.

O MEG com PromaTTe – “Promove a Tua Terra”

O MEG esteve presente na Escola Básica e Secundária de Baião, no âmbito do projeto PromaTTe – Promove a Tua Terra.
Dirigidas a alunos do 11º ano, as atividades começaram com uma breve apresentação do projeto, para avançar para a utilização de diversas aplicações online (Kahoot) que visaram o diagnóstico dos saberes prévios sobre tecnologias de de leitura e representação de informação geográfica.
Para testar a aplicação prática do projeto, desenvolveu-se um exercício a partir da utilização do Wikillock que os alunos já haviam instalado nos seus smartphones…13010671_582510408592665_6976924605715689131_n

13010702_582717338571972_7806460244157259114_n

Imagem2
Está a começar, mas este projeto está já a dar os seus frutos, quer ao nível da formação dos futuros professores de Geografia, quer da necessária aproximação entre colegas e instituições do ensino BS e da universidade! 😉